quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Dilacerado

Uma imagem que não sai da minha cabeça
O horror causado por uma guerra
Deixa sequelas e não há quem se esqueça
Quando fogem da sua própria terra

Pendurados em um avião militar
Só desejam escapar do conflito
Não há como não chorar
Vendo todo um povo aflito

Quando a intolerância vai acabar?
Quantas pessoas os soldados irão matar?
A humanidade precisa acordar
Que viemos neste mundo para amar


Alécio Souza


Obs.: A trágica imagem das pessoas se agarrando ao avião pra fugirem de um regime totalmente opressor e sem nenhuma liberdade me tocou fundo no coração e eu resolvi escrever este poema com toda a dor que essa cena me causou. Difícil explicar em palavras o horror de uma guerra, a disputa por territórios, a imposição pela força que tira todos os direitos do povo e os oprime e massacra sem dó. É triste ver que o quanto o ser humano continua sendo mesquinho, ganancioso, impiedoso e o quanto o poder corrompe as pessoas e as transformam em bestas-feras onde só o que prevalece é a sua sanha de dominar e arruinar vidas. Espero que a situação no Afeganistão tome outros rumos, que a liberdade volte a reinar no país, que se forme um governo democrático onde se preserve a paz e a esperança do povo. No momento isso é muito difícil, mas torço e acredito numa mudança futuramente.

23 comentários:

  1. E o mundo a assistir impávido e sereno. Até quando?.
    .
    Feliz fim-de-semana.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Alécio, querido, belo poema e triste pela angústia que nos causa ver o reinício desse poder devastador no Afeganistão....é muito desespero e incertezas.
    E por aqui vemos alguns aplaudindo defensores de fuzis e fim da democracia, carregando nossa bandeira. Medo.
    As imagens são realmente dolorosas.
    Abração, amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalva querida, realmente ver aquelas imagens foi bastante chocante, o terror numa retomada de poder através da força é sempre devastador. Aqui no Brasil infelizmente uma grande parte da população tem esse pensamento distorcido da realidade, da falta de empatia pelo próximo, da conquista pelos direitos de todos e aí defendem atos antidemocráticos e armas nas mãos! Triste realidade essa nossa, espero que não ocorra violência no feriado de amanhã, esse 7 de setembro se anuncia como uma guerra! Paz é o que mais precisamos nesse momento.
      Um abraço minha amiga!

      Excluir
  3. Um poema melancólico. Fantástico. Amei :))
    .
    Um medo que assombra a alma
    .
    Beijos, e um excelente fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Poema dorido e muito pertinente!
    Tristíssima situação, Alécio!!! É desolador!!!
    Fico inconformada com isso, com tantas injustiças, intolerâncias, ganância, busca por poder a qualquer preço!!! Até quando, amigo???
    Um abraço,
    Valéria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Valéria, concordo plenamente contigo. Também fico inconformado com tanta intolerância, ganância e sede de poder! Nessas horas penso que o ser humano não deu certo.
      Um abraço!

      Excluir
  5. Um poema muito pertinente e um texto muito reflexivo. Penso o mesmo, meu amigo.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Olá Alécio
    Gostei muito de seu poema
    Muito interessante
    Arte é pra expressar o que sentimos perante às realidades
    E você fez muito bem isso
    Parabéns!
    Grande abraço e bom feriado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Larissa, eu agradeço pelas suas palavras carinhosas! Eu tento me colocar no lugar das pessoas que por algum motivo sofrem, tem muita coisa errada acontecendo no Brasil e no mundo. Eu tenho a palavra escrita para deixar uma mensagem de acolhimento e criticar as injustiças que assolam tantas pessoas.
      Um grande abraço!

      Excluir
  7. Fala, meu poeta. Tudo bem
    com o amigo? Claro que sim,
    não é mesmo. Pelo menos sua
    escrita me diz isso.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Gli orrori di una guerra lasciano segni indelebili in un animo sensibile. Un saluto.

    ResponderExcluir
  9. Um grito expresso em versos tão bonitos, porém tristes pela dor alheia, Aécio. Enquanto o ser humano não se transformar em seu interior, o mundo também não se transformará.

    Beijo fraterno!!!

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Alécio.
    Diante da tempestade mundial. Só Ele para socorrer.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Oi Alécio.
    Muito triste.
    Enquanto houver poesias
    vamos falar de amor.
    Seus versos me tocaram imenso.
    Uma poesia intensa,
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Estamos aqui amigo!
    São belos os versos teus!
    Parabéns! Graças a Deus,
    Podemos ter inimigo
    Externo, mas o perigo
    No brasil é a sua gente
    Às vezes inconsequente
    Que prega sempre mudança,
    Porém, eu tenho esperança
    Que não cheguemos aos fatos
    De guerra civil. Os gatos
    Roubaram e estão na bonança.

    Gostei do poema, amigo! Parabéns! Abraço fraterno. Laerte.

    ResponderExcluir
  13. O que dizer desse autor ,me falta palavras para descrever o talento de Alécio. Um poema que nos prende do inicio ao fim de maneira diferente. Bom Dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nidja querida, que lindas as suas palavras que me aqueceram o coração. Te agradeço imensamente pelo seu elogio. Tenha desejo uma linda semana!

      Excluir
  14. Olá Alécio
    Triste situação desse povo, que Deus tenha misericórdia. Abraços.

    ResponderExcluir
  15. A desumanidade campeia pelo universo.
    O desrespeito pelos mais elementares princípios dos direitos humanos, consagrados pelos povos civilizados, têm, forçosamente, que ser cumpridos.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
  16. Alécio, subscrevo o que transmite no seu poema e texto.
    Um povo em sofrimento, uma situação que nos envergonha a todos.
    Beijo, obrigada pela visita ao Pétalas.

    ResponderExcluir
  17. grande Alécio! a humanidade está acordada, mas muitas vezes para o mal. espero que tu estejas bem, meu amigo, um abraço!

    ResponderExcluir
  18. Muito triste, mas belas palavras. Abraço

    ResponderExcluir
  19. Triste realidade de alguns lugares, será que um dia isso terá fim?
    Beijos ♡ | blog | instagram

    ResponderExcluir