segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Noite de luar

Levo comigo a alegria do seu olhar
E fico pensando no dia em que você partiu
Era noite de luar
Mas você não me viu

Viajou deixando para trás
Saudades, amigos, sonhos e desejos
E eu buscando a minha paz
Imagino como seriam os teus beijos

Amor, não demore pra voltar
Estou aqui a te esperar
Talvez eu venha te conquistar

Preciso da sua luz para iluminar meu caminho
Onde há sofrimentos e espinhos
Quero estar com você e beber do seu vinho

Venha ficar comigo e me acariciar
Já estou aprendendo a te amar
Só me falta te encontrar


Alécio Souza

6 comentários:

  1. Oá Alécio,
    Tomara que sua musa escute seus apelos e volte para te fazer feliz. Que seja apenas inspiração, se verdadeiro for, lute para esse amor tornar-se verdadeiro.

    Grata pelo carinho da visita.
    Boa tarde querido amigo.
    Saudações.

    ResponderExcluir
  2. "Era noite de luar
    Mas você não me viu"

    \o/ Gostei bastante.

    *Ótima semana pra ti*

    ResponderExcluir
  3. Olá, Alécio, meu amigo!

    espero k você esteja bem e que a vida esteja seguindo seu percurso normal.

    Qto ao seu post, é um poema triste, em k pede o regresso de alguém, de uma mulher, que, segundo entendi, nem chegou a conhecer. Ah, essa imaginação é prodigiosa!

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  4. História triste, mas com chance de final feliz. Lindo poema, cara pálida! Abraço de aço para você!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite amigo. O amor sempre movimenta os pensamentos dos poetas. Sempre digo que é a vida em movimento...

    ResponderExcluir
  6. Oi, menino Alecio, que é feito de você?

    A primavera está quase chegando aí e você deve estar renascendo (rs), assim como a natureza. E essa "rebeldia" sã continua?
    Dê notícias. Tá?

    Beijinhos e dias felizes.

    ResponderExcluir