sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Contraste

Um dia que começa
Uma porta que se fecha
Um beijo na testa
Uma esperança que ainda resta
Um sonho não realizado
Uma fila de desempregado
Um baile animado
Um coração acelerado
Um passado que trás saudades
Uma paixão que não tem idade
Uma conversa que vira amizade
Um mundo cheio de maldade
Uma canção de amor
Um perfume de uma flor
Um tempo que se passou
Uma lembrança que trás dor
Um futuro diferente
Um país decente
Com pessoas inteligentes
Vivendo dignamente


Alécio Souza

6 comentários:

  1. Olá, Alecio, meu querido amigo!

    Que imagem bonita e cheirosa encima teu poema, tão natural e real.

    Acho que estás pedindo em excesso. Não? Um país decente e gente inteligente? Ah, como seria bom pra todos.

    Me parece um poema de esperança misturada com algum desespero (esse teu baú tem de tudo-rs), mas o BEM tudo traz.

    Grata por tua presença e palavras lá no blog.

    Beijos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  2. Seus versos enredam um certo clamor,tomara Deus que sejam ouvidos , não só ai, mas aqui também precisamos de um país assim , com mentes pensantes pessoas decentes promovendo Paz e todo Bem necessário para nossas vidas.
    Tenha uma ótima tarde.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Gostei de ver o otimismo e a esperança nos versos. \o/

    ResponderExcluir
  4. Gostei! Bom fim de semana e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  5. Oi, querido amigo Alécio!

    Fiquei feliz com tua visitinha e comentário lá no blog.

    O importante é irmos tirando cada pedrinha ou pedra grande, k encontremos no nosso caminho. Um dia, a estrada estará desimpedida, totalmente. Já arrumou emprego?

    Hoje, se comemora aí o Dia dos Pais, então, se és pai e filho tb, te desejo, de coração, um magnífico e feliz dia, com muita gratidão, sobretudo.

    Beijos e um luminoso domingão!

    ResponderExcluir
  6. É o sonho de nós todos...Um pais decente!
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir