segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Palavras

Palavras são como o vento
Às vezes forte, às vezes suave
Podem ser um alento
Ou simplesmente algo sem importância

Palavras duras que machucam
E ferem nosso coração
Nunca deveriam ser proferidas
Em nenhuma condição

Palavras doces que apaixonam
Fazem nossa imaginação despertar
Nos fazem sorrir, nos fazem amar
E a emoção transbordar

Palavras não tem sentido
Quando estamos perdidos
Sem rumo nem direção
A procura de proteção

Palavras que ficam em nossa memória
Escondidas em algum lugar do passado
Relembram uma história
Ou um acontecimento que ficou gravado

Palavras de amor
Quando ditas com sutileza
Curam qualquer dor
E afastam toda a tristeza

A palavra pode por fim a uma guerra
E iniciar tantas amizades
Podem ser vazias quando se erra
E também deixar saudades

Palavras expressam nossos sentimentos
Nossas dúvidas, nossos momentos
Podem ser previsíveis
Mas também inesquecíveis


Alécio Souza

5 comentários:

  1. Oi, Alecio, menino, k é feito de você?

    Tudo bom? Aqui, vamos k vamos como vocês falam aí.

    Um lindo poema, onde as palavras têm palco e significado, e elas são tantas!

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Oi Alécio disses-tes tudo...
    É a força que nos move;
    palavras salvam...
    Boa continuação de semana.
    Janicce.

    ResponderExcluir
  3. Oi Alécio disses-tes tudo...
    É a força que nos move;
    palavras salvam...
    Boa continuação de semana.
    Janicce.

    ResponderExcluir
  4. A Palavra é a base de todas as coisas.Lindo poema. Parabéns

    ResponderExcluir
  5. Usou muito bem as palavras.
    Bem bonito seu poema, Alécio.

    ResponderExcluir