sábado, 20 de junho de 2015

Seu ninho

















Não quero apenas amar, quero me entregar a você
Não quero apenas viver, quero sentir o eterno prazer
Não quero apenas dormir, quero ao seu beijo sucumbir
Não quero apenas sonhar, quero alegria de te abraçar

Sem você nada importa, nada faz sentido
Fico perambulando pela casa, perdido
Olhando pra Lua e procurando uma resposta
Quando amamos queremos estar perto de quem à gente gosta

Não quero mais essa distância entre nós
Quero uma taça de vinho e ficar com você a sós
Não quero mais viver sem o seu carinho
Que no meu coração já fez o seu ninho!

5 comentários:

  1. Olá, Cara Mega Pálida!
    Case logo e pare de sofrer pela falta da sua amada. Por ela estar longe de você.
    Case e divirta-se com os pés e o corpo inteiro da sua musa inspiradora.
    Lindo poema, adorei! Não demore de fazer novas postagens.
    Super abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá, querido amigo Alécio!

    Seja bem-vindo à blogosfera! Já sentíamos sua falta.

    Lindo e terno seu poema! Você não quer só amar, quer fazer ninho, isso sim. Olha, esta expressão, "fazer ninho" está deliciosa.

    Agradeço sua visita e gentil comentário. Volte sempre! Esse fim de semana, penso publicar. Vamos ver!

    Beijos, com carinho.

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente lindo! Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente lindo! Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  5. Oi, Alécio!

    Agradeço sua aguarda visita e carinhoso comentário em meu blog.
    Fico esperando novo post seu, logo k te seja possível. Ninho tem de ter passarinho. Né?

    Boa semana.

    Beijos, querido amigo!

    ResponderExcluir