sexta-feira, 24 de abril de 2015

Desapego
















Hoje senti falta da sua presença
Dos nossos planos para o futuro
É triste conviver com a sua ausência
Às vezes me sinto inseguro

Amar é viver em desapego
Deixando tudo para trás
Eu preciso desse teu aconchego
Não quero te perder nunca mais

Mesmo de longe você me faz tão bem
Sem o seu amor eu não iria suportar
Nunca gostei tanto assim de alguém
Quero ser feliz quando te reencontrar.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Lembranças















Lembranças da minha infância
Lembranças de um passado distante
Lembranças de quando éramos criança
Que a vida de passava num instante

A lembrança fica no inconsciente
Em cada gesto, cada olhar
Ficamos gravados na mente
E mais tarde nos fazem chorar

Lembranças nos trazem saudades
De pessoas que nunca mais vemos
De tempos em tínhamos menos idade
E que nunca mais esquecemos

A vida nos trás lembranças
Nos mostra a realidade
Mas também nos trás esperanças
De uma vida cheia de felicidades

Lembranças são para nunca serem esquecidas
Pois nos fazem imaginar
Que nem tudo na vida são espinhos
Mas que ela pode ser bela se acreditarmos nisso

Vamos lembrar do que é bom
Vamos ouvir aquele som
Vamos comer uma caixa de bombom
Vamos viver e curtir a vida
Pois afinal a vida é uma só

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Milionário por uma noite













Essa noite eu tive um sonho extraordinário
Sonhei que fiquei milionário
Acertei todos os números da Mega
E já marquei viagem de férias pra Las Vegas

Pedi as contas do meu emprego miserável
Confesso que foi um momento muito agradável
Não preciso mais fazer contas no fim do mês
Acabaram-se as minhas pilhas de carnês

Agora que sou rico eu posso curtir a vida
Conhecer muitos países e apreciar boa comida
Ter carros caros, mansões e mulheres bonitas
Chega de perrengue e de levar marmita

Quando acordo pela manhã percebo que nada mudou
Eu continuo sendo o mesmo pobre e sofredor
Porém a minha maior riqueza o sonho não levou
Que é a de ser honesto e sempre batalhador!

sexta-feira, 10 de abril de 2015

VIVEMOS UM APARTHEID SOCIAL



Olá meus amigos, vamos tirar a poeira desse blog e colocar em discussão um assunto bastante em moda atualmente no Brasil, a nossa política. Ano passado tivemos eleições para eleger os nossos governadores e também o presidente da nação pelos próximos quatro anos.

Pois bem, a presidenta Dilma foi reeleita com uma pequena vantagem sobre o seu adversário Aécio Neves, houve praticamente um empate técnico e muito se discutiu que o país estava dividido. Houve pessoas alopradas que no desespero de ver o seu candidato ter perdido as eleições propuseram a separação do país, como se a responsabilidade ou “culpa” pela reeleição da presidenta Dilma tivesse sido provocada por algumas regiões do Brasil como Norte e Nordeste. É realmente lamentável que no Brasil determinadas regiões como Sul e Sudeste se considerem melhores, mais produtivas, melhor preparadas, informadas ou educadas do que outras regiões do país, isso se chama preconceito e muita arrogância também. Por alguns dias nas redes sociais vimos todo tipo de intolerância contra nordestinos num verdadeiro “apartheid” social, onde os separatistas do Sul insultavam e humilhavam os nossos irmãos do Norte e Nordeste, fato desprezível e degradante.

Nesse mesmo período pré e pós-eleições o que vimos em redes sociais, em comentários de bar e nas empresas, em nossas famílias e etc, foram pessoas se digladiando por ideologias e escolhas distintas. Eu acredito que numa disputa como essa não existe o certo e o errado, cada um possui as suas convicções, os seus dogmas, a sua experiência de vida e não cabe julgar a opinião das outras pessoas, sejam elas suas amigas ou não. Em determinados momentos ficou uma discussão entre as posições políticas de direita x esquerda, entre “coxinhas x petralhas”, discussões nada saudáveis, pois havia radicalismos em ambos os lados, pessoas até perderam amigos nesses embates, algo sem nenhum sentido.

Recentemente tivemos duas grandes manifestações por todo o Brasil em apoio e também contrário ao governo atual, fato importante para a nossa democracia e que mostra parte da população satisfeita com o resultado das eleições, mas querendo algumas mudanças e outra parte totalmente insatisfeita, cobrando também mudanças e até o impeachment da presidenta. Como em toda manifestação houve excessos, xingamentos desnecessários, brigas entre adversários políticos e até mesmo pessoas querendo a volta do regime militar, algo totalmente desprezível.

Eu acredito sinceramente que independente de ter vencido A ou B, o brasileiro precisa cobrar dos seus comandantes uma administração honesta, coerente, responsável e acima de tudo priorizando as políticas sociais e as reformas necessárias para que o país continue o seu desenvolvimento e crescimento como nação emergente. Há muita coisa para se fazer, muita coisa para se melhorar e para isto acontecer é necessária que cada pessoa também faça a sua parte, pois é muito cômodo cobrar dos governantes transparência e honestidade quando nós mesmos não somos honestos ou corretos em nossas vidas. O sujeito que não respeita as leis, que compra a carteira de motorista ou de estudante, que não é solidário com os idosos, com os pedestres nas ruas, que ocupa vaga exclusiva para deficientes em estacionamentos, que quer levar vantagem em tudo não são dignos de clamar por justiça e decência na política.

Se quisermos um futuro melhor para os nossos filhos e para a nossa população temos que nos tornar pessoas melhores também ou nenhum político seja de qual ideologia ou partido for nada poderá fazer para mudar e melhorar o nosso Brasil. A consciência e honestidade devem começar em nossas casas, em cada família brasileira, assim poderemos cobrar dignidade e soluções para o nosso país que precisa muito se reerguer e crescer.